DIA MUNDIAL DA SAÚDE MENTAL


Sabia que...?

A Ordem dos Psicólogos Portugueses apurou que:

- 20 milhões de embalagens de psicofármacos vendidas em Portugal em 2016
O registo de utentes com problemas de saúde mental nos centros de saúde mostra um padrão de aumento progressivo, comum às cinco regiões de saúde de Portugal continental, com predomínio de perturbações depressivas, seguidas de perturbações da ansiedade, sem que tenham sido implementadas estratégias de combate a esta realidade, nomeadamente no âmbito da prevenção, rastreio e intervenção precoce (mais barata e eficaz) em sede de cuidados de saúde primários, onde os psicólogos são fundamentais.

- Portugueses gastaram 216 milhões de euros em psicofármacos em 2016
O encargo do SNS na comparticipação dos psicofármacos em 2016 foi de 122 milhões de euros (56% do valor gasto). A falta de estratégia e de intervenção concertada leva ao aumento significativo do consumo de psicofármacos e aos gastos exorbitantes com estes medicamentos, que apenas promovem a redução de sintomas.

- Acontecem em média 3 suicídios por dia (confirmados)
Testemunham-se anualmente mais de 1.000 suicídios confirmados, parte deles, certamente, de pessoas com perturbações mentais.

- Parte significativa de pessoas com necessidade não recebe cuidados de saúde mental adequados
64,9% de pessoas com perturbações mentais moderadas e 33,6% de pessoas com perturbações graves não recebe cuidados de saúde mental adequados. Este é um dado demonstrativo da injustiça social – contrário aos princípios do SNS. É fundamental garantir o acesso das pessoas aos serviços de Psicologia, através de mais psicólogos nos diferentes níveis de cuidado.

- Aumento de perturbações mentais na população portuguesa
Elevada prevalência anual de perturbações mentais (22,9%), com predomínio para as perturbações da ansiedade (16,5%) e do humor (7,9%).

Referência:  Estudo da Ordem dos Psicólogos Portugueses

Sem comentários:

Publicar um comentário