Violência no Namoro

 


Sabia que em Portugal um em cada quatro jovens é vítima de violência no namoro?

Estudos revelam que 25% a 35% dos jovens portugueses acreditam que a violência é uma manifestação de amor, com uma percentagem significativa de estudantes universitários a adotar comportamentos violentos nas suas relações intimas.

Nesses mesmos estudos 25,4% dos jovens portugueses entre os 13 e os 29 anos confessaram ter sido vítimas de pelo menos um acto violento no último ano, 35% dos rapazes mostram-se de acordo com as atitudes violentas e 23% dos rapazes encaram as raparigas como inferiores.

A violência no namoro trata-se de um acto de violência, pontual ou contínuo, praticado por um dos parceiros numa relação amorosa, acontece quando um dos parceiros exerce poder e controlo sobre o outro com vista a alcançar o que pretende. A violência no namoro pode ser identificada através de maus tratos físicos e psicológicos, abusos e violências sexuais, intimidações, humilhações, sendo causada geralmente por ciúmes possessivos, perturbações psicológicas, uso de álcool e drogas, etc.

Quais são as consequências da violência no namoro?

A violência no namoro tem consequências graves em termos de saúde física e mental, tais como:

· Perda de apetite e emagrecimento excessivo

· Dores de cabeça

· Nódoas negras

· Queimaduras (ácido, pontas de cigarro)

· Nervosismo

· Tristeza

· Ansiedade

· Sentimentos de culpa

· Baixa auto-estima

· Confusão

· Depressão

· Isolamento

· Gravidez indesejada

· Doenças sexualmente transmissíveis

· Baixa dos rendimentos escolares ou abandono escolar

· Suicídio


A realidade é que a violência não é apenas um problema de adultos, também ocorre nas relações amorosas entre jovens.

Neste sentido, a Escola de Afetos fornece aos alunos programas de prevenção em violência no namoro e programas de promoção da auto-estima e auto-confiança para escolas e em gabinete.

Texto escrito por Carolina Violas, Psicóloga Clínica com especialização em Psicologia Escolar





Sem comentários:

Publicar um comentário